Klabin tem metas de redução de emissões aprovadas

Publicação
Maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e embalagens de papéis do Brasil, a Klabin teve as suas metas de redução de emissões de gases do efeito estufa (GEE) aprovadas pela Science Based Targets initiative (SBTi). Esta iniciativa estabelece métodos e ferramentas para que as empresas instituam metas de redução de emissões baseadas na ciência. O compromisso da Companhia, divulgado hoje pela SBTi, estabelece a redução das emissões de GEE (escopos 1 - emissões próprias e 2 - emissões em energia comprada) por tonelada de celulose, papéis e embalagens em 25% até 2025, e em 49% até 2035, tendo 2019 como ano-base. 

A iniciativa SBTi é uma parceria entre o CDP, o Pacto Global das Nações Unidas, o World Resources Institute (WRI) e o WWF, e busca impulsionar ações climáticas no setor privado por meio da ciência. "O debate em torno das mudanças climáticas é urgente e precisa resultar em ações práticas, que gerem, de fato, impacto positivo ao planeta. Buscamos o embasamento científico para a nossa meta de redução de emissões de GEE e queremos compartilhar essa experiência com o mercado para levar a discussão a um próximo nível", afirma Cristiano Teixeira, diretor-geral da Klabin. 

O compromisso com o desenho de metas de redução de emissões contribuiu para que a Klabin fosse a única empresa brasileira a ser convidada para integrar o COP26 Business Leaders, grupo responsável por difundir e engajar o setor privado no tema mudanças climáticas, além de tratar das pautas da 26ª Conferência das Partes da ONU, que será realizada este ano. A empresa se comprometeu, ainda em 2019, com a Campanha "Business Ambition for 1.5º C - Our only future", liderada por agências da Organização das Nações Unidas (ONU) e pela SBTi e, mais recentemente, aderiu ao movimento Race to Zero. 

Referência mundial em desenvolvimento sustentável, a Klabin já possui um balanço positivo de carbono, pois suas áreas florestais capturam e fixam CO₂ suficiente para compensar as emissões oriundas de seu processo produtivo, realizando um serviço ambiental extremamente importante no combate às mudanças climáticas. Atualmente, a Companhia possui 4,7 milhões de toneladas de carbono equivalente no chamado estoque líquido anual e cerca de 90% de sua matriz energética é proveniente de fonte renovável. Além disso, a empresa possui meta de captura líquida de 45 milhões de toneladas de CO₂eq da atmosfera entre 2020 e 2030 e 100% de compra de energia certificada proveniente de fonte renovável, formalizada nos Objetivos Klabin para o Desenvolvimento Sustentável (KODS). 

 

Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

Nosso Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009